Jesse

Jesse

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

As desventuras em série do esquerdismo no Brasil: INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

Advertência 1: Os personagens, situações e o universo desta obra são, infelizmente e terrivelmente reais, embora os apedeutas que tornaram esta história real afirmem que são ficção.

Advertência 2: Críticos dirão que esses episódios são plágios, ocorre que se lerem as partes literais poderá surgir à dúvida: Lemony plagiou o Brasil ?

Advertência 3:
                       
Caro Leitor,
Sinto muito dizer que os episódios que você terá diante dos olhos serão desagradáveis. Conta a infeliz história de três crianças muito sem sorte. Apesar de encantadores e inteligentes, os irmãos Bonsbrasileiros levam uma vida esmagada por aflições e infortúnios.

É meu triste dever escrever essas histórias lamentáveis. Mas não há nada que o impeça de largar essa leitura imediatamente e sair para outra leitura sobre coisas alegres, se é isso que você prefere.

Respeitosamente,
Jesse Rodrigues.

Na classificação das pessoas mais infelizes do mundo — e você sabe que elas não são poucas — os irmãos Bonsbrasileiros ocupam sem dúvida um dos primeiros lugares. Eles viveram mais coisas horríveis que qualquer pessoa, menos os venezuelanos. Mas quem são esses desafortunados?

VIOLADA BONBRASILEIRO é uma menina que tem muita fé em Deus, é patriota, por amar muito o seu país, o Brasil. É uma das maiores inventoras do seu tempo. As engrenagens e alavancas de seu cérebro funcionam a todo o vapor, para criar as condições de sobrevivência e ser a base da formação da sociedade brasileira, e tem sofrido severos ataques pelos vilões dessa história, alguns dizem que ela representa a Família brasileira.

OLAVO BONBRASILEIRO, é o irmão do meio, usa óculos, o que pode dar a impressão de que seja amante dos livros. Impressão absolutamente correta. Ele emprega todo o seu conhecimento em decifrar os planos do pérfido líder Idéia. Dizem que ele representa todos que estão tentando abrir os olhos dos habitantes desse país para os planos do perigoso líder Idéia.

SANDY BONBRASILEIRO, a mais nova dos três, é ainda um bebê. Dizem que ela representa as pessoas que, inocentes, ainda se deixam enganar pelos planos dos vilões. Os próprios vilões chamam-nas de idiotas úteis, se lessem o dicionário também poderiam chamá-las de apedeutas úteis, pois as utilizam como massa de manobra e como número para convencer e converter outros a aderirem aos planos dos vilões.

E este é o arqui-inimigo dos irmãos Bonsbrasileiros: o LÍDER IDÉIA. Homem revoltante, pérfido, gosmento, um molusco. Sobre ele é melhor dizer o menos possível. Só direi que ele tinha um nome gosmento mesmo, então depois que conseguiram criar um tipo de cela que a gosma de suas ideias não às corrompesse, ele mudou para Idéia, muito mais adequado para o que ele representa, um coletivo, como sempre ensinou quem conhece do assunto, um tal de Dostoiévski, em seu livro Os Demônios. O nome dele está acentuado, pois como ele não sabe lê e nem escrever direito no velho acordo ortográfico imagina no novo.

Eu, JESSE RODRIGUES, nasci antes e depois de você, pois nunca encontrei ninguém que tenha nascido na mesma hora que eu, até porque tem muitos que nem sabem em que horas nasceram, alguns deveriam se preocupar com isso, pois alguns ficam dizendo que sabem das coisas, mas não sabem nem que horas nasceram, e provavelmente morrerei antes de você ou depois, pois a ninguém é dado saber a hora da morte, se é dado pode ser que a pessoa morra do susto e por isso ninguém sabe se alguém sabe. Nasci num distrito que hoje está submerso, em corrupção, pois quase todos os distritos brasileiros viraram cidades para criar novos cargos públicos às custas dos bonsbrasileiros. Um distrito aparentemente pacato, mas cercado de segredos. Hoje vivo em outro distrito, o federal, muito mais cercado de segredos e de corrupção do que o que eu nasci. Para escrever essas desventuras dos irmãos Bonsbrasileiros fui obrigado a conhecer a fundo as artimanhas de vilões como o Líder Idéia. Passei anos mergulhado no mundo do crime, ou seja, nas páginas dos processos da Lava Jato e dos escritos dos bonsbrasileiros sobre o assunto.
Minha formação é estritamente prática. 

As desventuras em série do esquerdismo no Brasil, serão escritas em 13 episódios:
2.    Cobras corais.
3.    Sanguessugas.
6.    Desligando o elevador: o Brasil caiu e todos têm que subir de escada.
7.    A cidade sinistra dos coletivos.
8.    A hostilidade nos hospitais.
9.    Na barriga da fera.
10. O caminho menos percorrido.
11. Aprofundando profundamente nas profundezas.
12. O penúltimo perigo: a venezuelização do Brasil.
13. O começo do fim: fora PT, fora comunismo.

Dedicado ao Brasil e aos bons brasileiros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário