Jesse

Jesse

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Ser educador ou ser socialista.

O educador, o pedagogo, o professor, em especial das crianças e dos jovens universitários, lidam diariamente em melhorar a VIDA de seus educandos. Ponto pacífico. Alguma dúvida? Creio que nenhuma.
Então vem a questão, pode um educador ser socialista, comunista ou PeTista? Por qualquer ângulo que se analise a resposta é NÃO. Primeiro, por um fato indiscutível, o socialismo/comunismo MATOU até a última atualização 110 MILHÕES de seres humanos entre 1917-1987, por simplesmente discordarem de suas ideias. Quem tiver estômago para ler na fonte, leia no Livro Negro do Comunismo.
Bom, só esse argumento tem que ser suficiente para qualquer educador, se não é, você está na profissão errada, nenhum educador pode defender a morte de um único ser humano.
Mas para você que está em dúvida, por gentileza, deixe de ser educador, mas reflita sofre as frases abaixo:

“Precisamos odiar. O ódio é a base do comunismo. As crianças devem ser ensinadas a odiar seus pais se eles não são comunistas.” (V.I. Lenin) Lenin , Congressional record - Senate, by USA. Vol. 77, 1933, pág. 1539.

Nota: Citação de uma frase atribuída a um discurso de Vladimir Lenin ao Departamento de Educação da Rússia em 1923, feita pelo Sr. Robinson of Indiana, em 12 de Abril de 1933, no seu discurso intitulado "The Question of Russian Recognition".


“Somos favoráveis ao terror organizado — isto deve ser admitido francamente.” (V. I. Lenin) Citado por Olavo de Carvalho em "O mínimo que você precisa saber para não ser idiota."


“O comunismo não é amor. É o martelo com que esmagamos nossos inimigos.” (Mao Tsétung)

“O ódio intransigente ao inimigo, que impulsiona o revolucionário para além das limitações naturais do ser humano e o converte em uma efetiva, seletiva e fria máquina de matar: nossos soldados têm de ser assim.” (Che Guevara)

“A principal missão dos outros povos (exceto os alemães, os húngaros e os poloneses) é perecer no Holocausto revolucionário... Esse lixo étnico continuará sendo, até o seu completo extermínio ou desnacionalização, o mais fanático portador da contrarrevolução.” (Karl Marx).



Nenhum comentário:

Postar um comentário