Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2010

A HORA DA PAZ

A Família, a Escola, a Igreja e o Estado formam a coluna vertebral da produção e da reprodução da violência, seja simbólica, física, dura ou de incivilidades. A família tem um papel central no processo de reprodução da ordem estabelecida, cujo processo é repassado para a escola, que elabora e impõe os princípios dessa reprodução, ao mesmo tempo a igreja reforça os papéis de dominação e o Estado reproduz a divisão arquetípica da dominação. Essa internalização é o centro do conceito de habitus elaborado por Bourdieu:
O habitus é a mesmo tempo individual e coletivo, e Bourdieu enfatiza sua característica  de incorporação no agente, de tal forma que se torna o próprio agente, em um processo de interiorização, reproduzindo internamente nele as estruturas externas do mundo.(Gonçalves e Gonçalves,2010,p.51)
Mas será que a Escola sempre foi um locus de violência? Qual a diferença essencial, por exemplo, entre a Escola na Grécia antiga e a Escola de hoje?
A essência da Escola na Grécia Antiga e…

EROS E PSIQUÊ: SEXO E AFETO.

Qual o efeito da noção-percepção de tempo-espaço nas decisões de sua vida? Você já parou para refletir sobre seus conceitos de passado, presente, futuro e sempre? O que essas palavras representam pra você? Como você toma decisões a partir dos seus conceitos dessas palavras? Como você age e reage aos efeitos conceituais de tempo e espaço na sua vida? Segundo Nilton Bonder , “O sempre é um “tempo” independente que não se localiza nem no passado, nem no presente e nem no futuro.” (Sobre Deus e o Sempre,p.143). Bonder trás esse conceito da Cabala, onde o presente é o mundo físico, o passado é o mundo emocional, o futuro é o mundo intelectual e o sempre é o mundo espiritual. Nossa grande dificuldade é reunir, unir novamente o presente ao sempre, enquanto adultos bombardeados por ilusões produzidas para nos deter no passado e no futuro. Ilusões essas produzidas por quem tira proveito econômico e político de todos nós. Analisando com profundidade o passado e o futuro, não existem enquanto ent…